(Mário Quintana)

Google Custom Search



domingo, 15 de abril de 2007

O Mundo Acabou !

© Walmir Lima

Nos comentários do post “Férias – Vacation” da Amanda, no Sarau Balzac, o pessoal foi desencavando, ao acaso, uma série de velhas lembranças, do tipo “Shampoo Halo”, "tecido Pervinc 70”, "Shampoo Colorama Ovo”, "fixador de cabelos Glostora”, etc.

Isso me despertou para dar uma dica sobre um livro, de título curioso, chamado “O Mundo Acabou !”, da Editora Globo...

Escrito pelo jornalista mineiro de BH, nascido em 1950, Alberto Villas, o livro resgata, em suas 306 páginas, de forma hilariante, um acervo grande de temas, personagens, hábitos, objetos e comerciais que fizeram parte da vida nas décadas de 50 até 2000 - coisas incríveis, “inovadoras”, que marcaram sua época, mas que já saíram do mercado, caíram em desuso e no esquecimento.

O livro, rico em ilustrações dos comerciais daquele tempo, foi escrito de forma leve e inteligente, narrando sempre uma experiência real e pitoresca do autor ou de algum membro de sua família em relação direta a cada um desses meros produtos do cotidiano, como drops Dulcora, Rural Willis, Tênis Bamba, moringa de barro, Goma Arábica, Revista Grande Hotel, pente Flamengo, monoquíni, e por aí a fora.

Embora contenha, obviamente, certa carga de nostalgia e saudosismo, cada virada de página é motivo para uma boa risada ao se redescobrirem coisas, na sua maioria, ‘totalmente” esquecidas pelo leitor, levando-o de volta a esse gostoso “mundo que já acabou”.

Marcadores: ,


LINK => CLIQUE AQUI PARA FAZER SEU COMENTÁRIO

17 Comentários:

Blogger Ernesto Dias Jr. disse...

Endosso. O livro é uma viagem.
No velho Pasquim havia uma seção -- não sei quem escrevia -- chamada A Horta da Luzia. Lá cavoucava-se toda essa velharia da memória. A gente aqui nos blogs poderia fazer um concurso-brincadeira com essas coisas. Pensando a respeito. Pode ser muito divertido.

16 de abril de 2007 02:11  
Blogger Maria disse...

Topo a idéia.
Revista O Cruzeiro
Amigo da Onça
sintonizar a vertical da televisão
Vigilante Rodoviário
Reporter Esso
Familia Trapo
Rin Tin Tin
Reclame
Gumex
Brylcrem
Ked´s
Conga
Bomba de flit
Guaraná caçulinha
Vemaguete
...Já é hora de dormir...
Cobertores Parayba!

16 de abril de 2007 02:29  
Blogger Anne M. Moor disse...

Maria Fumaça
Piquenique
Balsa sobre o São Gonçalo
Peixeira
Pantalona
Calça Saint Tropez
Cachorro quente do Taperinha!!!!!
DKW
Dauphine
E o pior de tudo era rolo de cabelo com cerveja!!!!!!!!!!!!

16 de abril de 2007 08:12  
Blogger Amanda Arthur disse...

Walmir, gostei da dica de livro. Na casa dos meus pais tem o Almanaque dos anos 80 que já adoro e leio rindo, sempre. Cinco décadas, então, deve ser melhor ainda!
Vou dar minha contribuição à brincadeirea no próximo post do Sarau. Aguardem!

16 de abril de 2007 11:52  
Blogger Amanda Arthur disse...

Hein, Anne?! Rolo de cabelo com cerveja? explica melhor isso aí?

16 de abril de 2007 11:53  
Blogger Anne M. Moor disse...

Hahahaha Amanda... Assim, de noite enrolávamos os cabelos com rolos gigantescos com o cabelo molhado na cerveja (=fixador) e dormíamos - não me pergunta como!!!! - com cheiro de bêbedas!!!! Inacreditável! Muito fiz isso... :-)

16 de abril de 2007 14:08  
Blogger Anne M. Moor disse...

Ah... me lembrei de outros:
Twin set de banlon
Camisa volta ao mundo
Cinta liga :-)
Bambolé...

16 de abril de 2007 14:09  
Blogger Udi disse...

"Quem bate?! / É o friiiio!
Não adianta bater
Eu não deixo você entrar
Nas casas pernambucanas
É que vou aquecer o meu lar..."

16 de abril de 2007 17:08  
Blogger Flavio Ferrari disse...

Alguém lembrou da Binaca, gotas douradas que perfumam a boca.

16 de abril de 2007 18:30  
Blogger Walmir Lima disse...

'Passa, passa, o Talco Ross
Quero ver passar.
Passa, passa, o Talco Ross
Para refrescar.'

(...Putz! Essa era irritante...!
Virou até marchinha de Carnaval)

18 de abril de 2007 19:44  
Blogger Walmir Lima disse...

E tem a versão:
'Passa,passa, o Talco Ross
Quero ver passar.
Na bundinha do nenê
Para refrescar.'

18 de abril de 2007 19:46  
Blogger Walmir Lima disse...

(...lembrei da Amanda...)

18 de abril de 2007 19:47  
Blogger Anne M. Moor disse...

Mentex e Diamante Negro no matiné de domingo...

18 de abril de 2007 23:50  
Blogger Udi disse...

Um nome comum dessa época: Maria de Lourdes (principalmente na colônia japonesa)

19 de abril de 2007 08:09  
Blogger Udi disse...

Walmir, já visitou o blog de poemas da Zuleica? Senti falta do link daqui prá lá...

19 de abril de 2007 08:11  
Blogger Walmir Lima disse...

Coberta de razão, Maria Udi. O 'Zuleica-Poesias' é tudo o que há de bom. Quanto artista excelente temos em nossa blogosfera! E parabéns também ao Flávio, pelo tesouro que tem!

20 de abril de 2007 00:10  
Blogger Jorge Lemos disse...

Walmir Irmão
Talvez, lá no fundo do baú exista:
Veja Ilustre passageiro
que belo tipo faceiro
o senhor tem ao seu lado:
mas no entretanto, acredite,
quase morreu de bronquite,
salvou-o Rhum Creosotado!

A ilustração era do Luís Sá, de A Careta.

22 de abril de 2007 17:01  


LINK => CLIQUE AQUI PARA FAZER SEU COMENTÁRIO

17 Comentários:

LINK => VOLTAR À PÁGINA PRINCIPAL