(Mário Quintana)

Google Custom Search



sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Oi, Vô!

© Walmir Lima
Antonio

Hoje, Dia das Crianças, meu netinho Antonio faz 3 anos.

Dá pra imaginar a alegria que venho sentindo o dia todo.

Ver seu rostinho feliz junto à família, aos amigos e amiguinhos, o sorriso lindo de felicidade a cada presente: a guitarra, a bola, os carrinhos, o livro que lhe dei – o primeiro - e tudo o mais.

Mas o momento mágico, para mim, aconteceu quase por acaso, quando, eu, olhando pelo visor da câmara do celular, apertei o disparador e me deparo, naquele exato momento, com seu rostinho sapeca, aparecendo, como que a descortinar uma janela, e disse:...Oi, Vô!

Foi um daqueles momentos em que Deus, Sábio Criador, diz pra gente:

Vive!... Viver vale a pena!

Marcadores: ,


LINK => CLIQUE AQUI PARA FAZER SEU COMENTÁRIO

11 Comentários:

Blogger Ernesto Dias Jr. disse...

Tú tá é ficando velho, amigo. Neto? Quem mandou fazer filho?

13 de outubro de 2007 00:46  
Blogger Angela disse...

Como é bom conviver, ter intimidade e desfrutar desse amor. Amor que purifica, dá energia e renova pra vida.
E o Antonio é um lindo!
E o avô do Antonio tambem!

13 de outubro de 2007 01:58  
Blogger Anne M. Moor disse...

Que coisa mais amada!!! O olho está cheio de vida e maquinação... Esse vai longe que nem o vô babão dele... :-)
Parabéns Walmir! Aproveita!

13 de outubro de 2007 09:13  
Anonymous Maria Helena Trevisan disse...

"Vive!...Viver vale muito a pena!
E se vale...querido amigo Walmir...
Desfrutar dos olhinhos lindos de uma criança, faz toda a diferença em nossas vidas! Sejam sempre muito felizes!
Parabéns aos dois: avô por ser abençoado com esse tesouro e Antonio por ter esse tesouro como
seu avô!
Beijocas em seus corações!
Maria Helena.

13 de outubro de 2007 09:22  
Blogger  disse...

Oi Vô do Antonio.
O neto do vô do Antonio , e o vô do neto do vô do Antonio,derretem meio mundo.

Ps: Meu avô materno foi a pessoa que mais amei na vida(& filhos). Essas quatro letras me seguiram a vida inteira carregadas de amor .
Oi vô, um beijo...

Bj Walmir.

13 de outubro de 2007 10:13  
Blogger ANA disse...

Walmir: Alegra-me sentir-me tão bem acolhida em teu "cibercasa", é uma honra vindo de ti, de uma pessoa com tantos amigos que lhe querem. Graças e me compraze que desfrutes com meus poemas. Todos podemos pôr um pouquinho de luz nos rincões alheios.
Sempre tenho creido que nada ocorre por acaso, o destino as vezes parece estar escrito, nossos caminhos traçados.
Felicitação por tão lindo nethino, tens que estar muito orgulhoso. Um beijo carinhoso. Ana

13 de outubro de 2007 11:31  
Blogger Jorge Lemos disse...

É o que levamos, na integralidade, nesta efêmera passagem.
Brilhos nos ólhos, lagrimas caindo,
este o prêmio para aquilo que chamamos de vida.

13 de outubro de 2007 11:58  
Blogger Angela disse...

Me lembrei dessa que estava guardada com outros papezinhos:

FANTOCHEIRO DE LETRAS

Houve-se por lá teatro de fantoches.
Mil fantasias e aventuradas
Manipuladas pelas magias das mãos.

Menino desde então pegou mania de imaginação.
Queria era só também experimentar
Faz de conta com as mãos.
Mas elas não habilidavam bonecos.

Então, foi por isso mesmo
Que Menino tratou de fantochar com letras.
E a gente se admirava
Como tudo nascia por suas mãos.

Mas o que aconteceu foi que o tudo
Imagerado minguava logo em após.
Feito bexiga de ar desconseguida de inflar.
Era porque as letras estavam mesmo vazias.

Menino viu as letras
Famintavam recheios de histórias.
E ele, na sua novidade ainda de ser gente,
Despodia de botar mesas saborosas.

No avô, tentou cavucavar uns contos,
Que o velhinho calava em seus medos.
Mexer com o passado é como certos segredos
Que libertam de si muitos monstros.

Menino papeou, papeou mais o avô,
Esperou que a prosa desse um balão.
E, no menos do se aperceber,
Caronava as letras nas ondas da contação.

Rechearam-se assim de tantas personagens
Letras fingindo fantásticos acontecidos,
Letras lembrando esquecidas histórias,
Letras soprando as poeiras da memória.

E, no grande teatro das letras,
Quando o avô diante dos idos,
Um novo gosto pro passado
Saboreachou nas fantasias do Menino.
(Fábio Frohwein)

13 de outubro de 2007 12:15  
Blogger Udi disse...

Parabéns, Vô!

13 de outubro de 2007 14:47  
Blogger Aline disse...

Parabéns vô, o neto é lindo D+.Agradeço ainda, o almoço que em sua companhia ficou maravilhoso. Amamos, vc hoje estava muito bem, o que me deixou muito feliz.
Beijokas enormes em seu lindo coração.

13 de outubro de 2007 21:45  
Blogger zuleica-poesia disse...

Parabéns pela foto, para você e para seu neto, com votos de muita felicidade.-zuleica

14 de outubro de 2007 17:58  


LINK => CLIQUE AQUI PARA FAZER SEU COMENTÁRIO

11 Comentários:

LINK => VOLTAR À PÁGINA PRINCIPAL