(Mário Quintana)

Google Custom Search



terça-feira, 20 de novembro de 2007

Meus Erros e Tropeços

© Walmir Lima

Meus Erros e Tropeços


Prefiro ser esse poço de erros e tropeços que me caracteriza.

Seguir vivendo, e tentando, e sofrendo, e vivendo...

Porque...

"Se não houver frutos,

Valeu a beleza das flores.

Se não houver flores,

Valeu a sombra das folhas.

Se não houver folhas,

Valeu a intensão da semente."


Vou seguir tentando!



(Imagem: "Charlie Chaplin - City Lights" - origem desconhecida)

Marcadores:


LINK => CLIQUE AQUI PARA FAZER SEU COMENTÁRIO

12 Comentários:

Blogger Anne M. Moor disse...

Charlie Chaplin é genial igualzinho que tu... :-) Como ele diz: "A persistência é o caminho do êxito." e "A vida é maravilhosa se não se tem medo dela."
Este teu poema flui com uma beleza e uma sensibilidade que mostra o que és. (Vide tbm meu comentário no Prozac)
Beijão

20 de novembro de 2007 08:51  
Blogger Jorge Lemos disse...

Como diz o Salustiano Bocó Ferradura:
" ...de topada em topada, de queda em queda, o homem segue em frente.
Nas ladeiras acima é que devemos dar valor os tropeços que nos ensinam. Marvada é a vida daqueles que nunca experimentaram as delicias de um trupicão".

20 de novembro de 2007 09:37  
Blogger Walmir Lima disse...

Anne e Jorge,
E como diz o caipira:
"Nói trupica mai num cai!"

20 de novembro de 2007 11:44  
Blogger Walmir Lima disse...

Jorge,
E o 'Salustiano Bocó Ferradura', este seu personagem tão rico e maravilhoso, "é dos bão"!

20 de novembro de 2007 12:02  
Blogger ANA disse...

Parece que tu momento personal no es el mejor.
Cuando más he aprendido ha sido de mis errores, adelante, ellos son los que nos indican el camino, el de la simiente, el de las hojas, el de las flores.
Todo llega,
hay un post para ti en mi blog.
un aconchego,
ana.

20 de novembro de 2007 13:19  
Blogger Anne M. Moor disse...

E quando trupica, levanta!!! It doesn't matter how many times one falls flat on one's face... What matters is that each time we get up again.

20 de novembro de 2007 13:38  
Blogger  disse...

Uai, uai , que tropica tb cai...
e aí:
levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima.

20 de novembro de 2007 17:15  
Blogger A.Tapadinhas disse...

Com tantos amigos e apoios, Walmir, só pode mesmo, ter sucesso em tudo o que tentar fazer. Eu estou aqui também para lhe dar força... de centauro. A beleza vale sempre...
Abraço.
António

21 de novembro de 2007 07:45  
Blogger Estrelinha disse...

Levei o maior trupicão..mas estou me recompondo e bem rápido...Parabéns Valmir pelo texto!

21 de novembro de 2007 11:11  
Anonymous Maria Helena Trevisan disse...

Querido Walmir,

Viver, tentando, mesmo que ...tropeçando,...mas buscando formas de viver intensamente,...mesmo que errando, mas sempre sabendo que a semente tem sua função;...e...sempre tem.

Um forte abraço!

22 de novembro de 2007 08:59  
Blogger Flavio Ferrari disse...

E se não houver semente
Dane-se o poema
A gente faz diferente

24 de novembro de 2007 03:54  
Blogger É! disse...

me veio à cabeça (e esta está em loop no meu media player) MY WAY, do Frank Sinatra (tem tb uma versão báaarbara com o Elvis)
LINDA MÚSICA para um lindo poema.

14 de dezembro de 2007 09:51  


LINK => CLIQUE AQUI PARA FAZER SEU COMENTÁRIO

12 Comentários:

LINK => VOLTAR À PÁGINA PRINCIPAL