(Mário Quintana)

Google Custom Search



quarta-feira, 22 de outubro de 2008

A Iluminação

© Walmir Lima
~ Lótus Solar ~

As pétalas da flor de lótus abrem-se para o sol
como a nossa alma abre-se para a Energia Divina

A iluminação é uma flor que desabrocha.

Não adianta tentar abrir
as pétalas de uma flor para fazê-la desabrochar
– isso a destrói.
É melhor regar suas raízes.

O esforço correto, a paciência e a meditação
regam as raízes da iluminação.

Assim ela desabrochará
como um lótus em meio ao Samsara.



(Inspirado na sabedoria Budista - Imagem: Arnaldo)

Marcadores:


LINK => CLIQUE AQUI PARA FAZER SEU COMENTÁRIO

19 Comentários:

Blogger Udi disse...

Om Mani Padme Om

Namastê!

22 de outubro de 2008 21:09  
Anonymous Maria Helena Trevisan disse...

Walmir,

Nada...como tudo em seu tempo.

"Não apresse o rio, ele corre sozinho". Adoro essa frase...e por sinal... um livro.

Um beijo.

24 de outubro de 2008 00:52  
Blogger Jorge Lemos disse...

Verga a fina aste do trigo e não se rompe, mesmo com o sopro forte dos ventos das monções; não desprende ele, os grãos, da espiga
que se formara acima; é absoluta a energia da terra que deu consciência a planta; este o infinito invisivel que está em todas as partes, este o pensamento que potencializa
o único atributo dado ao homem
para ele adquirir a perfeição: o amor! As roupagens que o individuo veste são apenas instrumento
para não se sentir fragilizado em seu meio, as idéias que exprime
são a PRATYUCHA que iluminam.

Paz Profunda

24 de outubro de 2008 10:41  
Blogger Ernesto Dias Jr. disse...

Momento Sidarta.
Saravá, velho amigo.

25 de outubro de 2008 03:34  
Blogger A.Tapadinhas disse...

Tenho umas flores no meu jardim, das quais não sei o nome, que se abrem logo que o sol desaparece. Ao observá-las, cheguei à conclusão que elas abrem as pétalas para recolher a humidade da noite, e a guardam ciosamente, em pequenas gotas de vida, protegidas dos raios solares, durante o dia. Fazem o contrário do girassol que volta o pescoço, olhando sempre o sol de frente!
Concluo: Cada um tem a sua fórmula para chegar ao Criador...
Abraço.
António

27 de outubro de 2008 16:42  
Blogger Walmir Lima disse...

Maria Udi,

Grato por lembrar o mais famoso e mais utilizado Mantra do Budismo Tibetano, gravado em pedra - e, agora, gravado aqui.

"Om MaNi PadMe Hum"

Embora não possa ser traduzido em uma simples frase, contém todos os ensinamentos de Buddha:

Meditação
Paciência
Disciplina
Sabedoria
Generosidade
Dedicação

Um abraço.

27 de outubro de 2008 21:27  
Blogger Walmir Lima disse...

Heleninha,

Nem queiramos mudar seu curso pois seu destino é desaparecer no oceano - infinito da humildade.

27 de outubro de 2008 21:33  
Blogger Walmir Lima disse...

Jorge, irmão amigo

Boa lembrança. Lá também, nos idos 70, encontramos este ensinamento, pelos caminhos do Oriente de Luz.

Paz Profunda.

27 de outubro de 2008 21:37  
Blogger Walmir Lima disse...

Ernesto,

Precisamos voltar às nossas Monografias.

Um abração.

27 de outubro de 2008 21:39  
Blogger Walmir Lima disse...

António, Centauro d'Alem mar.

Cada um tem a sua fórmula para chegar ao Criador...

Pois eu conheço um que encontrou a sua maravilhosa na pintura.

Um abraço em Pantone.

27 de outubro de 2008 21:44  
Blogger Udi disse...

Walmir, o mantra faz referência à flor de lótus. Apesar de não ter a correspondência exata, palavra por palavra, a idéia é que a flor de lótus não se contamina com o pântano que a envolve.
beijos

28 de outubro de 2008 20:50  
Blogger Flavio Ferrari disse...

É como dizia o mestre Yahmamura ...
Iluminação é tudo.

29 de outubro de 2008 23:45  
Blogger Udi disse...

(Walmir, licença prá comentar o comentário do FF)

FF: e alguém vai entender o seu comentário? ...só se souber que o endereço do Yamamura é na av. Consolação.

30 de outubro de 2008 23:03  
Blogger Walmir Lima disse...

Maria Udi,
E essa idéia da não maculação do Lótus é uma figura de analogia ou uma correlação perfeita.

30 de outubro de 2008 23:27  
Blogger Walmir Lima disse...

Ajudando a Udi:
Para os que não são de São Paulo, a Yamamura é a mais tradicional loja de lustres, lâmpadas e artigos para iluminação de São Paulo.
Logo, achei a brincadeira do Flávio uma idéia luminosa.

30 de outubro de 2008 23:31  
Blogger  disse...

Walmir
Puxa, fazia tempo que nao aportava por aqui. O blog ta lindo, com a qualidade de sempre. Estilo tao marcante...Percebi que estava com mais saudade dele do que pensei. Um beijao.

4 de novembro de 2008 12:57  
Blogger Anne M. Moor disse...

Bom meu amigo! De duas uma, estás apaixonado ou implodiste com o teu trabalho... :-)
Sumiste total!!!
Estamos com saudades...
Aparece!

18 de novembro de 2008 09:30  
Blogger Walmir Lima disse...

Lú, querida.
Eu também estou com saudades, mas ando meio na loucura dessa crise.
Um beijão

18 de novembro de 2008 11:53  
Blogger Walmir Lima disse...

Anne,
Até que enfim alguém notou minha ausência (snif). hehehe

A maré está brava por aqui.
Veja nova (meio rápida) postagem.

18 de novembro de 2008 11:56  


LINK => CLIQUE AQUI PARA FAZER SEU COMENTÁRIO

19 Comentários:

LINK => VOLTAR À PÁGINA PRINCIPAL