(Mário Quintana)

Google Custom Search



quinta-feira, 29 de maio de 2008

Silêncio no Coração

© Walmir Lima



O silêncio já se tornou para mim uma necessidade física espiritual.

Inicialmente escolhi-o para aliviar-me da depressão.

A seguir, precisei de tempo para escrever.

Após havê-lo praticado por certo tempo descobri, todavia, seu valor espiritual.

E, de repente, dei conta de que eram esses momentos
em que melhor podia comunicar-me com Deus.

Agora, sinto-me como se tivesse sido feito para o silêncio.



(Lembrando Gandhiji, um grande mentor em boa parte de minha vida, a quem dedico)

Marcadores:


Links para esta postagem

domingo, 11 de maio de 2008

Te Amo, Mãe

© Walmir Lima

Meu primeiro Dia das Mães sem você.

Parece incrível dizer isso quando ainda te sinto tão presente em minha vida.

Tão presente em meus pensamentos, todos os dias.

Parece incrível, pois todos os anos, durante tantos anos, sempre estivemos juntos nessas datas: teu aniversário, o Natal e o Dia das Mães.

Poucas foram as vezes em que eu estava viajando e não pude ir ao teu encontro.

Hoje, como em todos os anos, levantei cedo e fui comprar as flores de que você tanto gostava.

E comprei.

Hoje, como em todas as vésperas, levantei-me com um só pensamento: o de te ver mais uma vez.

Queria poder te ver.

Só mais esta vez, meu Deus, só mais uma vez...

Poder receber teu abraço, tua alegria em me ver, o teu beijo querido, teu olhar bem nos meus olhos e poder ouvir você me perguntar se estava tudo bem, se a saúde estava boa, se eu estava me alimentando direito...

Como sempre fez.

Eu precisava escrever para te dizer...

Feliz Dia das Mães, Dona Chiquita.

Você é a reminiscência do sonho onde dormem as palavras e os gestos.

Te amo, Mãe...

Marcadores:


Links para esta postagem